Como funcionam as empresas de consultoria

Se seus colegas o consideram um especialista em sua área e há muito tempo você é a pessoa certa em seu escritório, começar um negócio de consultoria pode ser uma boa ideia. Os consultores são pagos para compartilhar sua experiência com outros indivíduos e empresas. Consultorias bem-sucedidas podem ser financeiramente lucrativas e oferecer oportunidades para você se posicionar como um líder inovador em seu setor.

O que um consultor faz?

Um consultor é um especialista em sua área que fornece aconselhamento e orientação a empresas e indivíduos. Ao contrário de um funcionário, um consultor é contratado como um prestador de serviços terceirizado e normalmente trabalha com uma empresa ou indivíduo em regime de curto prazo ou meio período para tratar de questões específicas.

Alguns consultores são autônomos, enquanto outros podem formar parcerias ou empregar outros consultores. Em 2017, as consultorias faturaram 150 bilhões de dólares em negócios em todo o mundo. Freqüentemente, porém, as consultorias operam como empresas de pequeno ou médio porte. Às vezes, os indivíduos fazem trabalho de consultoria em tempo parcial, enquanto também trabalham em um emprego de tempo integral.

Exemplos

Há necessidade de serviços de consultoria em uma ampla gama de setores. aqui estão alguns exemplos:

Consultor de gerenciamento: Um consultor de gestão trabalha com empresas para melhorar sua eficácia e lucratividade. Eles revisam as práticas de negócios da empresa e conduzem entrevistas com os principais gerentes e funcionários para desenvolver uma melhor compreensão de seus desafios, pontos fortes e processos. A partir daí, o consultor faz recomendações à liderança da empresa sobre como a empresa pode melhorar suas operações.

Consultor de TI: As consultorias de TI fornecem informações, conselhos e, em alguns casos, mão de obra às empresas. O envolvimento que um consultor de TI terá com uma organização varia, mas pode envolver auxiliar profissionais que não são de TI na escolha e instalação de hardware e software, avaliação do desempenho das operações de TI dentro da organização e, em alguns casos, fornecer mão de obra em situações em que o funcionário em tempo integral não está disponível.

Consultor de psicologia organizacional-industrial: Os psicólogos organizacionais industriais se especializam no estudo de como as organizações, como as empresas, operam. As empresas e outras organizações muitas vezes contratam psicólogos da organização industrial como consultores quando está claro que as personalidades e os estilos de liderança podem estar contribuindo para a baixa produtividade e o moral baixo.

Consultor de marketing online: Os consultores de marketing online são especialistas nas formas como as empresas e organizações se promovem online. Normalmente, um consultor de marketing online tem experiência em otimização de mecanismos de pesquisa, marketing por e-mail, gerenciamento de conteúdo e engajamento em mídia social. Às vezes, o consultor de marketing online pode treinar a equipe atual nessas áreas, ou o consultor pode lidar com todas, ou a maioria das tarefas de marketing online para o cliente.

Consultor de recursos humanos: Muitas empresas menores não têm um departamento de recursos humanos em tempo integral, nem mesmo um diretor de RH em tempo integral. Em vez disso, eles podem contratar um consultor de recursos humanos que realiza o trabalho conforme a necessidade. Por exemplo, um consultor de RH pode recrutar e entrevistar candidatos a emprego, aconselhar executivos e gerentes que tenham dificuldade com um funcionário e lidar com a integração e retirada de funcionários novos e antigos.

Consultor de ergonomia: Lesões e doenças por estresse repetitivo, como a síndrome do túnel do carpo, custam às empresas uma quantia significativa de dinheiro na redução da produtividade e nos pedidos de indenização dos trabalhadores. Mais importante ainda, essas lesões podem ter um efeito de longo prazo, se não permanente, no bem-estar dos funcionários. Um consultor de ergonomia é um especialista em projetar locais de trabalho que estimulem o movimento corporal saudável e reduzam o risco de lesões.

Por que alguém contrataria uma empresa de consultoria?

Pessoas físicas e jurídicas contratam consultores e firmas de consultoria por vários motivos, que vão desde a falta de experiência em uma área específica, o desejo da liderança de melhorar, até uma crise dentro da organização:

Conhecimento específico: Ocasionalmente, empresas e organizações se deparam com um desafio ou oportunidade que requer a opinião e a assistência de um especialista. Os consultores podem fornecer essa experiência conforme a necessidade.

Intervenção de terceiros: Quando uma empresa está em crise, pode ser difícil para os proprietários, gerentes e funcionários seniores desenvolverem uma perspectiva precisa. Pode ser ainda mais difícil fazer com que eles trabalhem juntos para uma ação construtiva. Um consultor experiente pode fornecer serviços de gerenciamento de crise junto com feedback e mediação desapaixonados que podem colocar a empresa de volta nos trilhos.

Novo negócio: Os novos proprietários de negócios podem ter boas idéias, iniciativa e até experiência em seu setor, mas podem não compreender totalmente o que significa assumir total responsabilidade pela administração de uma organização. Um consultor especializado em startups pode ajudar um empresário a aderir às melhores práticas na criação de uma empresa.

Negócios de baixo desempenho: As empresas com muito potencial às vezes não têm um desempenho tão bom quanto deveriam. Um analista de gestão ou consultor de negócios pode avaliar um negócio e fazer recomendações que podem ajudar a melhorar as perspectivas da empresa.

Controle de custo: As pequenas e médias empresas podem ter um orçamento limitado para pessoal. Ao contratar um consultor para um trabalho ocasional ou para executar tarefas específicas, uma empresa pode economizar dinheiro ao mesmo tempo em que se beneficia do trabalho e da experiência do consultor.

Entrando em uma nova indústria ou mercado: Os proprietários de empresas podem contratar os serviços de um consultor ao entrar em um novo setor ou mercado. O consultor pode aconselhar o proprietário da empresa sobre as melhores práticas, ao mesmo tempo que fornece introduções e estratégias que podem ajudar a tornar o novo empreendimento ou direção bem-sucedida.

Iniciando uma empresa de consultoria

Muitas pessoas consideram começar uma prática de consultoria depois de trabalhar em uma indústria por vários anos. Os motivos para entrar em consultoria podem incluir:

Empreendedorismo: Às vezes, um indivíduo tem uma tendência empreendedora e gostaria de trabalhar por conta própria. Como ele já tem conhecimento e conexões dentro de seu setor, uma consultoria pode ser uma opção mais segura do que tentar entrar em um negócio não relacionado.

Batendo na parede da carreira: Outros consultores começam quando percebem que chegaram o mais longe que podiam em suas carreiras, sem ter que assumir um papel muito diferente. Por exemplo, um profissional de TI pode enfrentar a escolha de permanecer em sua função de engenheiro ou administrador ou passar para a gerência executiva, o que significa uma mudança significativa nas funções do cargo. Ela percebe que não deseja entrar em gestão e, depois de analisar alguns números, conclui que pode ganhar mais dinheiro como consultora do que como funcionária.

Necessidade de flexibilidade: Nem todo mundo quer ou pode trabalhar em um trabalho das 9h às 17h. Pais, cuidadores, pessoas com deficiência e muitos outros precisam ou preferem trabalhar um horário flexível que lhes permita definir seus próprios horários e assumir mais ou menos trabalho para se adequar às suas outras responsabilidades ou limitações.

Experiência ou habilidades especializadas: Alguns consultores possuem conhecimentos especializados ou habilidades que são comercializáveis, mas que podem não resultar em um emprego de tempo integral. Por exemplo, alguém fluente em um idioma ou dialeto não comumente falado no mundo dos negócios pode descobrir que, embora suas habilidades no idioma não o ajudem a conseguir um emprego de tempo integral, ele pode ser contratado para muitas traduções de curto e médio prazo e edição de projetos.

Depois de decidir se tornar um consultor, há várias coisas que você pode fazer para ajudar a garantir seu sucesso futuro:

Estabeleça-se em sua indústria: Como consultor, você estará se vendendo aos clientes. Para fazer isso, você precisará se estabelecer como um especialista em sua área. Leve em consideração o tempo que você passou em seu setor, bem como suas credenciais educacionais e profissionais. Você se contrataria como consultor? Se você hesitar em responder a essa pergunta, considere passar mais alguns anos no trabalho ou voltar à escola para obter treinamento adicional.

Pesquise as consultorias existentes: Ao explorar a possibilidade de iniciar um negócio de consultoria, faça algumas pesquisas sobre consultorias dentro de sua própria indústria, bem como fora dela. Se você planeja começar sua prática localmente, passe algum tempo aprendendo se os consultores do setor foram bem-sucedidos em sua área. Depois de fazer sua pesquisa, considere se as pequenas consultorias em seu setor são bem-sucedidas. Se não forem, explore o motivo: se uma grande consultoria parece ter um controle sobre o setor, pode ser muito difícil para você começar por conta própria.

Comece a tempo parcial: Se seu trabalho atual permitir, tente fazer pequenos trabalhos de consultoria. Embora você possa se sentir um pouco sobrecarregado, terá a chance de entender o que a consultoria envolve, ao mesmo tempo que começa a desenvolver uma base de clientes.

Proteja-se contra responsabilidades: Como consultor, seus clientes procuram você em busca de experiência e orientação. Se você cometer um erro ou se seu conselho não funcionar, você pode estar se expondo a uma potencial responsabilidade legal e financeira. Converse com um advogado sobre como redigir uma linguagem contratual que limite sua responsabilidade e pergunte sobre a criação de uma estrutura legal para sua empresa que proteja seus bens pessoais. Você também deve conversar com um profissional de seguros de negócios, que pode recomendar políticas que forneçam proteção adicional.

Entre em contato com sua rede: Informe seus amigos e colegas da indústria de que você está começando um negócio de consultoria. Você pode até descobrir que ex-empregadores estão ansiosos para se tornarem clientes.

Aviso

Se você está empregado atualmente ou deixou um cargo recentemente, revise seu contrato de trabalho. Se ele contiver uma cláusula de não concorrência, você pode ser impedido de iniciar uma prática de consultoria. Se você tiver alguma dúvida se a cláusula de não concorrência ainda está em vigor ou se aplica ao tipo de trabalho que você espera fazer, consulte um advogado trabalhista.

O que os consultores podem esperar ganhar?

Os ganhos médios dos consultores variam consideravelmente entre os setores. Além disso, a quantidade de dinheiro que um consultor pode esperar ganhar dependerá de sua experiência e também de sua capacidade de atrair e manter relacionamentos com clientes. Quem abre suas próprias empresas de consultoria pode eventualmente decidir contratar outros consultores, o que pode contribuir muito para o valor da empresa.

Exemplo de Remuneração: Consultor de Gestão

De acordo com o Bureau de Estatísticas do Trabalho do Departamento de Trabalho dos EUA, o salário médio médio de um consultor de gestão era $ 82.450, em maio de 2017. Isso significa que metade de todos os consultores de gestão ganhava mais do que esse valor e a outra metade ganhava menos. Os 10% mais ricos ganharam mais de $ 152.210 naquele ano, e os 10% mais pobres ganharam menos de $ 47.140.

Os consultores de gestão que responderam a uma pesquisa conduzida pela PayScale.com relataram a seguinte correlação entre salário e anos de experiência de trabalho:

  • 0-5 anos: 5 anos de experiência $ 78.000

  • 5 a 10 anos: $107,000

  • 10 a 20 anos: $132,000

  • 20+ anos: $155,000

Postagens recentes