A diferença entre responsabilidade solidária e responsabilidade solidária

Não importa o tipo de negócio que você opera, a responsabilidade sempre será uma preocupação. Isso é especialmente verdadeiro se você possui uma empresa, como uma empresa de kart, na qual lesões físicas são um perigo claro e presente. A responsabilidade é a principal razão pela qual as empresas devem ser devidamente seguradas porque uma reclamação de responsabilidade ou ação judicial pode exigir muito mais do que todos os ativos totais da empresa. Compreenda o risco através da compreensão das diferentes formas de responsabilidade, nomeadamente a responsabilidade solidária e solidária.

Elementos de responsabilidade conjunta

O termo “responsabilidade conjunta” refere-se ao valor da responsabilidade atribuída a duas ou mais pessoas envolvidas em um negócio ou empreendimento. Nesse caso, qualquer parceria de duas ou mais pessoas seria igualmente responsável por todas as dívidas e possíveis ações legais relacionadas a um negócio. Isso significa que todas as partes envolvidas compartilham um risco igual em termos de tratamento da dívida e em termos de sua responsabilidade em caso de ação judicial.

É importante lembrar que, se você formar uma parceria, ainda poderá ser considerado solidariamente responsável, mesmo que seu parceiro tenha concordado com um contrato sem o seu conhecimento ou aprovação. Isso ocorre porque uma parceria pressupõe que todas as partes são responsáveis ​​pelas ações de cada membro individual, independentemente de cada pessoa concordar ou não com um contrato. Como resultado, se sua empresa foi processada devido às ações de um de seus sócios, todos vocês seriam responsabilizados por quaisquer danos monetários que um tribunal ou júri decidir contra sua empresa.

Elementos Conjuntos e Diversos de Responsabilidade

Alguns estados adotaram uma regra conhecida como “responsabilidade solidária”, que é usada quando duas ou mais partes são responsabilizadas por um evento, incidente ou violação de contrato. De acordo com esta regra, qualquer membro de uma parceria pode ser responsabilizado pelos danos totais decorrentes de uma ação judicial, independentemente da responsabilidade individual dessa pessoa por tudo o que deu errado.

Por exemplo, digamos que você possua uma empresa de segurança privada com quatro outros sócios e um de seus sócios seja negligente, causando danos a um cliente. Se esse cliente processasse sua empresa e você tivesse mais condições financeiras de pagar do que seus parceiros, seria 100 por cento responsável pelo pagamento dos danos, independentemente do fato de não ter sido negligente. Em teoria, no entanto, você poderia processar seus próprios parceiros e forçá-los a contribuir para esse pagamento, mas aos olhos da lei, uma vez que você é o mais capaz de pagar os danos decorrentes de uma ação judicial, o reclamante poderia cobrar a quantia total de você sozinho.

Responsabilidade Conjunta e Diferenças de Responsabilidade Conjunta e Diversas

A principal diferença entre essas duas regras é que, com a responsabilidade solidária, a responsabilidade por um evento ou incidente que dá errado é distribuída igualmente entre os membros de uma parceria. Em contraste, a responsabilidade solidária pode mudar entre os parceiros dependendo da capacidade de pagamento ou de quem um júri ou juiz considera ser o mais responsável pela perda ou danos ocorridos.

Outra diferença é que, com a responsabilidade solidária, cada sócio sabe com antecedência pelo que será responsável se uma parte externa entrar com uma ação judicial e ganhar uma recompensa em dinheiro. Com responsabilidade solidária, cada parceiro não tem como saber se será o único responsável pelo pagamento de um prêmio em dinheiro. O motivo pelo qual alguns estados adotaram a regra de responsabilidade solidária é para melhor proteger os demandantes contra réus em uma parceria que não possuem bens para pagar uma sentença do júri por danos monetários.

Postagens recentes