Descreva cada um dos três tipos principais de estrutura organizacional

Vários fatores determinam o tipo de estrutura organizacional que uma empresa usa: receitas, número de funcionários, diversidade de produtos, tipos de clientes e distribuição geográfica. As empresas menores têm culturas mais informais, enquanto as corporações maiores são mais formais e burocráticas.

Três formas de organização descrevem as estruturas organizacionais que são utilizadas pela maioria das empresas hoje: funcional, departamental e matricial. Cada um desses formulários tem vantagens e desvantagens que os proprietários devem considerar antes de decidir qual deles implementar em seus negócios.

Departamentalização Funcional

A estrutura organizacional mais comum é a forma funcional ou departamental. Nessa estrutura, todos os funcionários de uma função específica são reunidos para formar um departamento. Exemplos desses departamentos individuais são vendas, contabilidade, marketing, finanças, pesquisa e produção.

Uma estrutura funcional possui uma hierarquia firme; cada departamento tem uma equipe administrativa separada e linhas de autoridade hierárquicas ascendentes. Um gerente de departamento pode se reportar a um nível superior a um vice-presidente que pode ser responsável por vários departamentos, como finanças, marketing e TI. Esse vice-presidente poderia então se reportar ao CEO da empresa.

Organizações funcionais são eficazes para grandes corporações com linhas de produtos homogêneas. As empresas menores precisam de estruturas que sejam mais criativas e possam se adaptar mais rapidamente às mudanças no mercado. Os funcionários em pequenas organizações podem ser responsáveis ​​por várias funções ao mesmo tempo.

Vantagens: Uma vantagem significativa de uma estrutura funcional é o foco e a concentração de um grupo de especialistas em suas habilidades específicas. Reunir todo o pessoal de marketing da empresa em um departamento permite que eles compartilhem ideias com mais facilidade para aprimorar sua especialização e se tornarem mais eficientes. O treinamento é mais focado na área funcional.

A cadeia de comando é clara em uma estrutura funcional. Cada pessoa conhece os limites de sua autoridade de decisão e quando deve passar a questão para um supervisor.

A oportunidade de promoção costuma ser mais clara nos departamentos. As posições juniores podem aspirar a níveis mais altos com mais treinamento e experiência.

Desvantagens: Uma desvantagem da estrutura departamental é a limitação da comunicação entre funcionários em departamentos diferentes. Embora os gerentes de cada departamento possam conversar uns com os outros, os funcionários ficam mais isolados uns dos outros e não têm vias de comunicação naturalmente abertas.

Outro problema com a estrutura funcional é a possibilidade de os funcionários verem as operações da empresa apenas pelas lentes de suas próprias ocupações. Eles desenvolvem uma "visão de túnel", que os impede de ver a direção estratégica do negócio e os pontos de vista das pessoas em outros departamentos. Os funcionários com esse foco estreito têm dificuldade em compreender os pontos de vista e perspectivas de outros departamentos. Isso também é conhecido como efeito "silo".

Tentativas recentes têm sido feitas para resolver esse problema de comunicação, criando equipes com membros de diferentes departamentos.

Estruturas Divisionais

Uma estrutura divisional organiza as atividades de uma empresa em grupos geográficos, produtos, mercados ou serviços. Por exemplo, uma empresa pode ter uma divisão para lidar com as vendas nos Estados Unidos e outra para as vendas na Europa. Ou uma divisão para gerenciar widgets azuis e outra para lidar com aparelhos verdes.

Cada divisão teria um conjunto completo de departamentos funcionais. Assim, a divisão de aparelhos verdes teria seus próprios departamentos de vendas, compras, contabilidade, finanças, engenharia e assim por diante. Empresas com vários produtos, mercados ou regiões preferem organizar seus negócios em divisões.

Vantagens: A responsabilidade é clara com as estruturas divisionais. Cada um atua separadamente e é responsável pelo gerenciamento de suas atividades. Os resultados, bons ou ruins, são facilmente identificados.

Uma estrutura divisional funciona melhor quando decisões rápidas são necessárias para reagir às condições de mercado em constante mudança. Os gerentes locais estão em uma posição melhor para responder mais cedo às ameaças da concorrência, em vez de ter que passar informações para cima na cadeia de comando e aguardar a decisão de voltar.

Os funcionários das divisões desenvolvem suas próprias culturas exclusivas. Por exemplo, o pessoal de uma divisão criada para clientes de varejo torna-se mais sintonizado com as necessidades de seus dados demográficos de mercado e pode adaptar suas atividades a esses desejos.

Desvantagens: As divisões custam mais para configurar e operar. Quando uma empresa possui várias divisões, o número total de funcionários provavelmente será maior em comparação com uma organização alinhada em departamentos funcionais. As mesmas funções quando espalhadas por várias divisões não serão tão produtivas e eficientes como quando estão concentradas em um único departamento.

Empresas com divisões separadas podem perder os benefícios das economias de escala. Veja a compra, por exemplo. Uma empresa pode obter melhores descontos para suprimentos de escritório ao comprar grandes quantidades para todas as divisões juntas, em vez de fazer pedidos menores no nível da divisão.

As rivalidades entre as divisões podem se tornar um problema quando os gerentes de divisão não têm incentivos para trabalhar juntos. Os gerentes podem até trabalhar contra outras divisões para obter vantagem, uma vez que têm responsabilidade clara pelos resultados de sua própria divisão e não se importam com o desempenho da empresa como um todo.

Matriz

As empresas que estão criando e lançando novos produtos ou iniciando diferentes campanhas de marketing formarão estruturas matriciais para gerenciar os projetos.

Uma estrutura organizacional matricial tenta obter os benefícios de organizações funcionais combinando habilidades especializadas em uma grade de projeto. As organizações matriciais são projetadas para promover a cooperação entre silos funcionais para que atividades semelhantes possam ser gerenciadas com mais eficiência para atingir um objetivo comum.

As matrizes têm duas cadeias de comando: uma para o projeto e outra para as habilidades funcionais que são trazidas para o projeto. Os gerentes de projeto têm autoridade horizontalmente nos departamentos. Ao mesmo tempo, os funcionários ainda se reportam aos chefes de departamento por sua função.

Vantagens: Quando uma organização matricial é criada, ela tem um objetivo claro. Pode ser para apresentar um novo produto ou criar uma nova campanha de marketing para outro grupo demográfico. Uma matriz pode ser dissolvida assim que sua missão for concluída.

Uma estrutura de organização de projeto matricial reúne os funcionários com as habilidades e conhecimentos específicos necessários para o projeto. Isso dá aos funcionários a capacidade de trabalhar com colegas de outras disciplinas como equipes. Juntos, eles se comunicam melhor e compartilham conceitos mais inovadores, isolados pelos silos de organizações departamentais e funcionais.

Desvantagens: As estruturas matriciais são mais complexas. As linhas de autoridade funcionam vertical e horizontalmente com funcionários trabalhando para dois chefes. Os funcionários muitas vezes podem receber diretrizes conflitantes de gerentes de projeto e funcionais, criando estresse e confusão ao definir prioridades.

Os gerentes de projetos matriciais precisam de talentos especiais. Uma vez que não têm autoridade singular, devem ser capazes de se comprometer e negociar. Eles precisam ter tolerância para conflitos e ser capazes de lidar com situações difíceis.

Decidir sobre a melhor estrutura organizacional para sua empresa é fundamental para o sucesso. Requer pensamento e análise sobre qual estrutura funcionará no momento e se pode ser adaptada para permanecer efetiva com o crescimento. Fazer mudanças na estrutura organizacional pode ser doloroso para a gerência e os funcionários, por isso é importante acertar no início. Descreva como a empresa está organizada agora e veja qual forma faria mais sentido.

Postagens recentes