Vantagens e desvantagens dos estilos de liderança orientados para as pessoas

Os estilos de liderança orientados para as pessoas procuram construir relacionamentos com subordinados e subordinados. É uma abordagem diferente para estilos orientados a tarefas que se concentram mais na delegação e na conclusão de metas. Embora um estilo de liderança orientado para as pessoas seja considerado um estilo motivador, ele apresenta prós e contras. A maioria dos líderes combina estilos para obter os melhores resultados.

Os pilares dos estilos de liderança orientados para as pessoas

Liderança orientada para as pessoas é um termo abrangente que inclui estilos de liderança de coaching, afiliação e participativa. Em cada um desses estilos, os líderes procuram construir relacionamentos com os subordinados e incluí-los no processo de operações.

Um estilo de liderança orientado para o funcionário leva a um ambiente de trabalho onde o líder atua como um treinador esportivo, ajudando a identificar os pontos fortes e fracos e a desenvolver estratégias de melhoria. Os líderes afiliados procuram fazer parte das comunicações de construção de equipes e do diálogo aberto. Os líderes afiliados se sentem mais como colegas de trabalho e não como chefes. Os líderes participativos buscam a opinião dos membros da equipe antes de agir, o que é uma forma democrática de administrar uma organização.

Estilo de liderança orientado para tarefas versus estilo de liderança orientado para pessoas

Em última análise, os estilos de liderança orientados para as pessoas procuram construir harmonia e melhorar o moral. Isso é diferente dos estilos orientados para a tarefa, que às vezes deixam os funcionários com a sensação de estar sendo mandados ou criticados. De modo geral, quando os funcionários sentem que são importantes e valorizados de acordo com os estilos orientados para as pessoas, eles se tornam mais engajados nas tarefas do dia-a-dia e na visão de longo prazo da empresa.

Os funcionários cujas vozes são ouvidas se sentem valorizados, gostam de vir para o trabalho e, no final das contas, fazem um trabalho melhor. A eficiência melhora. As empresas descobrem que a lealdade cresce em estilos de liderança orientados para as pessoas. O ambiente de trabalho torna-se mais amigável e agradável para todos. Os estilos de coaching são eficazes para o desenvolvimento de longo prazo dos membros da equipe interna que prometem liderança com a orientação certa.

Desvantagens dos estilos orientados para as pessoas

Nem todo subproduto é benéfico no estilo de liderança voltado para as pessoas. Existem pontos negativos porque quanto mais próximos os chefes se tornam dos subordinados, mais as linhas ficam confusas quando o chefe precisa ser o chefe. Por exemplo, um líder que é visto como um amigo e busca essa validação pode ter problemas para repreender ou responsabilizar um membro da equipe pelo cumprimento de metas. Pode ser mais difícil demitir alguém, aumentando o estresse sobre os líderes que mantêm um funcionário de baixo desempenho por mais tempo do que o necessário.

Outra desvantagem é que pode levar tempo para construir a cultura da empresa para alcançar os resultados desejados. Pode não haver tempo suficiente para construir a cultura desejada em uma empresa que depende de resultados. Além disso, em situações como o estilo de liderança participativa, obter informações e criar um processo democrático para a tomada de decisões pode diluir a visão do negócio, sem que ninguém tenha uma visão clara do caminho que a empresa precisa seguir.

Como ajustar estilos

Os proprietários de empresas devem entender quando os estilos de liderança devem ser modificados ou trocados. Usar uma abordagem participativa é útil para análises de desempenho de equipe e definição de metas. Ao mesmo tempo, o líder precisa manter um certo nível de atividades voltadas para a tarefa para poder medir o desempenho. Líderes eficazes equilibram vários estilos e os ajustam às suas próprias tendências naturais.

Postagens recentes